28 agosto 2014

★ Orgulho + silêncio ★

Ao longo da vida você lida com decepções. E ao final de cada uma você promete a si mesmo mudar, quem você é, sua forma de agir. Mas nunca é bem isso o q acontece... Pelo menos comigo, acho que eu esqueço a sensação que me fez tomar tal decisão de mudança e acabo dando outra chance pra vida e meus próprios erros.. No final eu sempre me arrependo.. Sempre faço promessas e não cumpro.. Porque?! Orgulho.. Orgulho definitivamente é uma das coisas que as pessoas não deveriam se orgulhar por ter... Pessoas orgulhosas se machucam com a mesma frequência que fazem burradas, direto... E eu me enquadro infelizmente nesse grupo.

Silêncio.. O que representa silêncio pra você?! Ausência de som?! Sejamos mais criativos.. E se eu dissesse que o silencio é o maestro, aquele controla a orquestra, e sua mente é a orquestra?! O que você me diria?!... Não estou ficando louca, mas talvez esteja as portas de um manicômio interno. A questão é que o silêncio incomoda mais que qualquer descompasso musical... Entendam como quiser, meu contexto torna essa ideia válida. E sinceramente.. Quando a música não toca, nem que seja por 2 segundos de hora em hora, quem descompassa sou eu... Alias.. Estou descompassada a horas.. Dias talvez.. Perdi a noção do tempo que antes eu insistia em controlar para depois jogar a culpa no maestro.. Mesmo que a culpa fosse dele, a orquestra não deveria ter recusado a tocar, agora o maestro foi embora e a orquestra ficou perdida.. Agora sem metáforas e explicando o que o orgulho tem haver com tudo isso.. Me falta paciência, e isso implica no fato de que eu não sei esperar, minha mente roda no aqui e no agora, mas nem sempre isso é bom.. E eu sendo como sou, não tive paciência e nem me contentei com apenas "2 segundos de música a cada hora", então eu me expliquei e me calei... Mas o maestro se calou também... E o orgulho?! Esse é o principal, o xeque mate , o gran finale, é ele que impede a música de tocar novamente.. Desculpem-me, não consegui tirar minhas metáforas... Mas digamos que eu quisesse escutar toda aquela sinfonia descompassada ao menos mais uma vez. 
No final do dia você só espera que tenha alguem no ponto, o mastro da sua historia, te esperando de braços abertos para te acolher, sem perguntas, apenas ali para esperar você chorar tudo o que tem pra chorar e desabar depois. Mas na realidade, a pior das hipoteses. Não tem ninguém. E você chora assim mesmo.. Porque no fundo vc se sente sozinha, mesmo estando rodeada de pessoas. Afinal nenhuma delas pode fazer nada por você . Só você mesmo.. E nessa você realmente esta sozinho.. Você e suas lagrimas num ponto rodeado de pessoas. E Nenhuma delas tem coragem o suficiente pra te olhar.. Porque lagrimas incomodam.. Mas eu garanto.. Elas fazem a dor do meu peito parecer menor... E em seguida vem o sono, porque afinal você já não tem mais fome e seus olhos ardem por conta das lagrimas, as que você já não tem mais porque "usou" todas as que tinha. E então você dorme. Pra fingir que nada aconteceu, porque seus olhos não se sustentam mais e porque é a única coisa que te resta a fazer num dia que deu totalmente errado. Ao redor tudo parece calmo.. Restou apenas, um silêncio ensurdecedor e seu cansaço.. Mas só você sabe que o silencio é apenas externo. Dentro de você tudo te incomoda e você acaba dormindo afogada em seus pensamentos, suas lembranças e seu orgulho.
(Isso sufoca...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

*EVITEM ficar SOMENTE divulgando o blog de vocês... publiquem em PARCERIAS
*sigo TODOS os blogs então não se preocupem
*leio todos os comentários e respondo sempre que posso
*não me marquem em tags por favor, porque eu só posto textos no blog e tags atrapalham com a organização dele
*agradeço se você seguir o blog
*sem xingamentos... se não gostou do blog, me informe e eu farei o que puder para melhorar

Att. Thayna Farias