14 agosto 2013

★ Leave me safe And sound ★

   
                             

Esses dias minha mãe falava com alguem sobre o fato de quando eu ser pequena, em torno dos meus 2 anos de idade (ou menos, não me recordo bem), eu chorar muito, sem razão, explicação, com uma tristeza imensa num coraçao tão pequenininho... Disse tambem que me levou ao psicólogo para tentar entender o porque, e o psicólogo disse que isso era medo e insegurança e que toda vez que eu estivesse assim era para ela me abraçar bem forte ate que eu parasse e me acalmasse. Quem diria, eu, ja era insegura desde os meus 2 anos de idade... E ainda sou, acho que ainda sou aquela mesma criança de 2 anos insegura, medrosa, que chora sem razão. É como se todo aquele suporte tivesse ido embora com o tempo, acho que realmente foi, minha relação com meus pais é totalmente fria e por isso se tornaria o ultimo lugar onde eu buscaria "refugio". Talvez essa insegurança venha deles, talvez venha de tudo que ja me aconteceu, talvez seja a soma dessas coisas... Acho que sou inocente demais, pois sempre acredito que as pessoas estão sendo gentis de coraçao, e a verdade é que a maioria delas só esta fingindo e isso é triste porque eu acabo sempre me decepcionando... Mas creio que eu só precise de alguem que me abrace sempre que eu estiver "indiferente" ou mesmo triste e me mostre assim que eu estou segura e que sempre vou ter alguem que vai me proteger e zelar por mim todas as vezes que eu precisar.

2 comentários:

  1. Eu me sinto exatamente como você! E ainda pior, talvez, porque minha mãe vive ressaltando e falando para todos que só sei chorar, e aí então é que choro mesmo. Sempre que era meu aniversário, o pessoal lá de casa escrevia algum recadinho, uma cartinha - por aqui você já tira a frieza das minhas relações familiares -, e minha mãe fazia questão de terminar com: Só pára de ser tão chorona.
    Sou muito frágil e insegura também, acredito com facilidade nas pessoas e cheguei a me decepcionar tão fortemente nas últimas semanas que cai em chororô novamente... Me sinto fraca, impotente, sem apoio para caminhar... Sem acreditar em mim...
    Eu sei como é estar no seu lugar... E é horrível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe Hilza, eu sei que o conselho que eu vou te dar é um tanto quanto difícil de seguir, mas tenta ignorar o que sua mãe diz, poe o fone no ouvido e deixa bem alto, as vezes é melhor a gente não ouvir pra não se decepcionar. Ou você tenta conversar com ela e expor o porque dos choros, que você não gosta dela te expondo assim para outras pessoas, já conversei com a minha mãe algumas vezes e faz a gente se sentir melhor... Eu também confio muito fácil nas pessoas e por mais que eu saiba que elas não são confiáveis, algo dentro de mim me faz ter esperanças. um otimismo cego talvez, procura os seus amigos quando você estiver triste, nem que sejam uma meia duzia de 2 ou 3, com certeza eles vão ter algo bom para te dizer e vão te animar... meus amigos são tudo pra mim nessas horas ;) fica bem flor... tempos bons virão, to na espera igual a você!!!

      Bjooosss
      Thay

      Excluir

*EVITEM ficar SOMENTE divulgando o blog de vocês... publiquem em PARCERIAS
*sigo TODOS os blogs então não se preocupem
*leio todos os comentários e respondo sempre que posso
*não me marquem em tags por favor, porque eu só posto textos no blog e tags atrapalham com a organização dele
*agradeço se você seguir o blog
*sem xingamentos... se não gostou do blog, me informe e eu farei o que puder para melhorar

Att. Thayna Farias